Pesquisar:

BLOG FALANDO DE DANÇA, BY LEONOR COSTA

sábado, 5 de maio de 2018

Quer ser eleitor ou se candidatar à vaga de conselheiro da Cultura no município do Rio? Saiba o passo a passo aqui!

Compartilhe! Espalhe esta notícia! Independentemente de você se candidatar ou não é importante que os fazedores de Cultura da cidade do Rio de Janeiro participem deste processo e contribuam para a boa representatividade das diversas linguagens culturais da nossa cidade.

"Acreditamos que todos nós que nós envolvemos com atividades culturais somos eleitores da Política Cultural", declarou Andrea Chiesorin Nunes, assistente de diretoria da Angel Vianna Escola e Faculdade de Dança, ela própria candidata à cadeira de Dança no Conselho, contando com o apoio dos coletivos da dança e dos atuais conselheiros.

QUERO ME CANDIDATAR A UMA VAGA NO CONSELHO.
Para se candidatar ao novo Conselho Municipal de Cultura, com mandato de 2018 a 2020, os interessados deverão seguir os seguintes passos:

1) Participar presencialmente de uma das Pré-conferências Territoriais, que acontecerão durante o mês de maio em todas as regiões da cidade, comprovando que é residente ou atua naquela área e que tem experiência mínima de dois anos na linguagem/movimento em que está inscrito; 

2) Durante as pré-conferências, os participantes se dividirão a partir de suas linguagens/movimentos e, nessa ocasião, os interessados em participar como candidatos ao Conselho Municipal de Cultura 2018-20 deverão se manifestar e defender sua candidatura; 

3) As linguagens/movimentos escolherão, por meio de voto, apenas um candidato para representar aquela linguagem/movimento por aquela Área de Planejamento. 

4) Ao fim de cada uma das pré-conferências, haverá um rol de vinte e quatro candidatos ao Conselho Municipal de Cultura, um por linguagem/movimento, que formarão um grupo permanente de diálogo e mobilização regional naquela Área de Planejamento; 

5) Após realizar pré-conferências nas cinco Áreas de Planejamento da cidade, os (até) vinte e quatro candidatos de cada região serão disponibilizados em plataforma online para votação final ao Conselho Municipal de Cultura. Exemplo: cada uma das cinco Áreas de Planejamento terá um candidato de música, que concorrerá lado-a-lado, com seus pares das outras áreas, em votação online; 

6) Com o prazo de votação finalizado, o novo Conselho Municipal de Cultura estará formado e terá sua posse realizada na III Conferência Municipal de Cultura

QUERO PARTICIPAR DESTE PROCESSO COMO ELEITOR.
Você pode participar da votação de forma presencial ou online. Para se habilitar como eleitor, você deve fazer sua inscrição online (ver abaixo) e/ou participar de uma pré-conferência. Caso não tenha condições de participar de uma pré-conferência, a SMC ainda assim lhe dará oportunidade de se habilitar, online, acessando um link a ser divulgado antes da Conferência Municipal de Cultura.

QUERO VOTAR PRESENCIALMENTE.
Para isso, é preciso fazer a inscrição por meio de formulário eletrônico no www.rio.rj.gov/smc, e GARANTIR SEU VOTO POR MEIO PRESENCIAL no dia 08/05 de 13h as 20h no na Rua Benedito Hipoloto, 125 – no Centro Municipal de Artes Calouste Gulbenkian | AP-01.

QUERO VOTAR ONLINE
Todos os participantes das pré-conferências que estiverem devidamente credenciados poderão votar nos candidatos de sua mesma linguagem/movimento durante a votação online. Para quem não participou das pré-conferências, a Secretaria Municipal de Cultura e o Conselho de Cultura permitirão que, após a realização das pré-conferências, e antes do início da votação online, seja aberto um breve período para a inscrição de novos eleitores, em plataforma online a ser divulgada posteriormente. Infelizmente, os novos eleitores poderão opinar apenas entre os candidatos já escolhidos nos territórios. Então, se você quiser maior participação nesse processo, participe da Pré-conferência Territorial mais próxima de você.

QUERO SER DELEGADO NA 3ª CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE CULTURA
Tanto para ser delegado na III Conferência Municipal de Cultura, como para se candidatar a uma das vagas do Conselho de Cultura, é preciso participar de uma das pré-conferências agendadas, portando RG, comprovante de residência e algum tipo de comprovação de que você atua em sua linguagem ou movimento sociocultural há, pelo menos, um ano, no caso de não-candidatos/eleitores, e, pelo menos, dois anos, no caso de candidatos.

COMO COMPROVAR MINHA ATUAÇÃO NO SEGMENTO DA CULTURA
Alguns segmentos da cultura são bastante informais e, consequentemente, mais difíceis de serem comprovados em uma perspectiva administrativa. Porém, para garantir a lisura desse processo, é importante ter certeza de que os participantes sejam e entendam, de fato, daquela linguagem ou movimento sociocultural. Para isso, durante o credenciamento, haverá sempre um representante da Comissão de Organização e da Comissão de Eleições para orientá-lo e entender como proceder. Dica importante: você pode buscar crachás de eventos de que participou, fotos, divulgações, postagens, matérias, trabalhos, declarações de alguma instituição que trabalha/trabalhou, etc. A intenção da comissão de eleições é de obter o maior número possível de participantes.

QUE SEGMENTOS CULTURAIS ESTÃO REPARESENTADOS NO CONSELHO DE CULTURA.
Hoje, a divisão de linguagens e movimentos socioculturais, da sociedade civil, respeita o Decreto 40.615/2015, a saber:

  1. Cultura Popular, 
  2. Artesanato, 
  3. Artes Visuais, 
  4. Audiovisual, 
  5. Patrimônio Cultural, 
  6. Literatura, 
  7. Teatro, 
  8. Músico, 
  9. Dança, 
  10. Circo, 
  11. Design, 
  12. Cultura Urbana, 
  13. Economia da Cultura – produtores ou empresários culturais, 
  14. Movimento dos trabalhadores em cultura, 
  15. Movimento social de identidade - etnias indígenas e afro-brasileiras, 
  16. Movimento social de identidade sexual – gêneros, transgêneros e orientação sexual, 
  17. Expressões culturais de pessoas com deficiência, 
  18. Expressões culturais de movimentos de faixas etárias – infância, juventude e idosos, 
  19. Comunicação social, 
  20. Economia Criativa, 
  21. Territorialidade e circunscrições territoriais - 
  22. Áreas de Planejamento e 
  23. Folclore, Escolas de samba e blocos de carnaval
Saiba mais:

Nenhum comentário:

Postagens populares