Pular para o conteúdo principal

Leia aqui o editoral da edição de dez anos do Jornal Falando de Dança

Leonor é editora do JFD
O Jornal Falando de Dança completou dez anos este mês. A crise atual (e cíclica) inviabilizou uma comemoração à altura do que gostaríamos, como foram os bailes comemorativos dos primeiros anos, em parceria com Glorinha Telles, no Olympico Club, ou os bailes do projeto Prêmio Cultura da Dança de Salão, em parceria com Valdeci de Souza, no Helênico. 
   Para marcar a data, optamos por elaborar esta edição especial (ed. 121), contendo um resumo da produção do Jornal Falando de Dança e da editora AMAragão Edições e Produções que o publica. Acessando a postagem correspondente em nossa página na internet, o leitor poderá clicar em links que lhe direcionarão a mais detalhes, fotos e vídeos dos eventos aqui citados.
   Na seção de história, Maristela Zamoner fala-nos de um detalhe que lhe chamou a atenção nos anúncios do século 19 sobre escravos fugidos. Milton Saldanha abre o debate sobre a falta de compositores contemporâneos no repertório de bailes. Marco Antonio Perna comenta uma notícia recente em jornal de grande circulação, sobre assédio em aula de dança. E esta editora publica notinhas sociais, políticas e culturais para manter o leitor antenado com acontecimentos relevantes no nosso meio.
   Mas o que consideramos a “cereja do bolo” desta edição são os depoimentos de nossos articulistas sobre os dez anos do jornal. Propusemos a eles que se manifestassem a respeito, sem restrição de espaço. Disso resultou abordagens diferentes (inclusive poética – e pessimista), no estilo de redação peculiar a cada um, que evidencia como, cada qual a seu modo, contribuíram para a diversidade de conteúdo que o Jornal Falando de Dança amealhou nesta década de vida. 
   E você, leitor, que depoimento daria a respeito? Escreva para nós. Estamos reservando um espaço para você na próxima edição. 
   Boa leitura, e até novembro.
_________________
Leonor Costa é editora do JFD

  • Leia online a ed 121 do JFD, clicando AQUI
  • Demais edições: clique na miniatura de capa da coluna à direita ou acesse as edições no site do Issu, AQUI.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dançando na natureza: Pousada Faraó

Dia 31/05 fomos tomar café da manhã com Margarida Mittelbach, na Pousada A Marca do Faraó, em Cachoeiras de Macacu.





Uma promessa antiga agora cumprida, pois há muito a Margarida nos convida para conhecer as instalações de sua pousada, onde organiza trimestralmente um final de semana com oficinas de dança, bailes e atividades de lazer.








Realmente, um lugar aprazível, com lago com caiaque, lago para pesca, cachoeira, rios, boliche, sauna, jogos de mesa, enfim, toda uma infra-estrutura de pousada.











Mas, como estamos tratando com amantes da dança, todas essas opções de lazer eram supérfluas pois o que importava mesmo eram as aulas, em três ambientes distintos, onde se revezaram os professores Juarez (Itaguaí), Edu Cigano (Friburgo), Carlinhos (Jaime Arôxa Niterói), Valdeci de Souza e Jimmy de Oliveira.

Veja aqui o roteiro de bailes e eventos de julho/18, dos patrocinadores e apoiadores da ed. 130 do JFD

S E G U N D A S
Baile da Melhor Idade do Club Municipal Na Tijuca, todas as segundas, das 16 às 20h. Inf.: 2569-4822 Banda Sol e Mar no Mauá de São Gonçalo Dia 09/07, das 18 às 22h, comemorando o aniversário do prof. Genilton Muniz. Dançarinos de Apoio. Inf. 97353-8170.
T E R Ç A S
Baile da Conceição da Bahia Na Tijuca, Inf.: 2288-2087 / 9-9679-3628. Tijuca Tênis Clube Inf. (21) 3294-9300. Terça dançante da Gaúcha Toda terça, 20h, na churrascaria Gaúcha. Inf. 2558-2558. V. anúncio nesta edição. Baile do Studio de Dança Flávio Marques No Centro do Rio, toda terça, 12h. Inf. 2223-0530 / 9.9745-2305. Baile de tango no Studio Marquinhos Copacabana Às terças, 19h. Inf. 981-795-710.
Q U A R T A S
Quarta dançante na Gaúcha Toda quarta, 20h, na Churrascaria Gaúcha. V. anúncio nesta edição. Inf. 2558-2558. Dançando na Quarta Na Tijuca, Casa dos Poveiros. Inf. 2578-4361 / 7830-3009. Quartas Democráticas Na Lapa, toda quarta, no Clube dos Democráticos, forró ao vivo. Inf. 2252-4611. Baile dos Amigos da Dança, na Taq…

Personagens da nossa história: Mário Jorge, o Rei dos Salões

Mário Jorge, o Rei dos Salões

Ele foi um dos maiores dançarinos – se não o maior – de nossos salões. Isto dito por inúmeras testemunhas que o viram criar nas pistas movimentos hoje incorporados definitivamente aos ritmos dançados a dois. Um trágico acidente o retirou das pistas e ele virou lenda. Décadas mais tarde, ao ser homenageado em um evento, eis que ele encontra a mulher da sua vida, que o ajudaria em sua reabilitação e o colocaria novamente sob as luzes dos holofotes.

Estamos falando de MÁRIO JORGE MESSIAS MATOS, o “rei dos salões”, como era chamado nos anos sessenta, que recentemente oficializou sua união com D. Íris Neira, queridíssima administradora da Academia Carlos Bolacha. Foi o casamento mais comentado dos últimos tempos (foto abaixo). “Nem provei do buffet, pois não paravam de nos fotografar”, comentou Íris.
.
Empenhada em pesquisar e divulgar a história do marido (“muitas fotos se perderam e, dos filmes, só consegui recuperar dois, que precisam ser restaurados”), Íris p…