Pular para o conteúdo principal

Oi Futuro abre inscrições para edital de cultura, saiba mais


Release

A arte torna a sociedade em que vivemos melhor. Inspira a empatia, a compreensão e a cooperação. Aumenta o senso crítico e a curiosidade diante do mundo. Aproxima as pessoas e abre corações e mentes à diversidade humana.

O Programa Oi de Patrocínios Culturais Incentivados investe e apoia projetos artísticos de diversas naturezas e já envolveu um público de mais de seis milhões de pessoas de todo o país, desde 2003.

Nos onze anos de atuação, o Centro Cultural Oi Futuro se tornou o ponto de convergência onde as muitas formas de arte se entrecruzam com ousadia. Onde as tecnologias do nosso tempo são um campo infinito para experimentação e para a investigação artística.

O mundo digital vem mudando as relações entre quem faz e quem consome e vem conectando, cada vez mais, pessoas e ideias. Expandiu todas as fronteiras da criação, explodindo os limites das linguagens e da fruição de cultura.
Pensando nisso, o Programa Oi de Patrocínios Culturais Incentivados quer inovar!

Queremos mudar a forma. O modelo de apresentação das propostas. O formato de inscrição. Sem compartimentações entre as áreas culturais. Sem muita complicação. Sem medo de arriscar. E com o respeitável público no centro de tudo.
Mais importante do que o patrocínio em si é a possibilidade de estabelecermos uma rede efetiva com os realizadores, para promoção de diálogos abertos. Para que, cada vez mais, aconteçam, de fato, trocas artísticas e de visões estéticas. Com o propósito de que haja espaço para cocriação e para a construção de novos modelos de produção.

E esta mudança passa por você – criador, artista, interlocutor, fazedor, produtor, cidadão!

Por que mudamos?
Porque valorizamos também as ideias coletivas e não somente as individuais. Buscamos a reaproximação das pessoas, o estimulo à troca e o compartilhamento de olhares, conhecimentos e vivências. Sonhamos com novos públicos. Com todos os públicos.

Estamos falando de: linguagens ainda não nomeadas, fusão de suportes, convergência de tecnologias, analógicas e digitais, em nome de uma arte em consonância com o nosso 2017 – de tudo ao mesmo tempo agora.

O que mudamos?
- Sistema de inscrição
- Forma de apresentação
- Regulamento
- Seleção

Em que acreditamos?
- Públicos no plural. Acessibilidades. Para sempre.
- Remix de ideias.
- Conexão efetiva [e afetiva] de redes.
- Na necessidade de abraçar as cidades e de ser abraçados por elas.
- Inovação para além da tecnologia.

Ou seja:
Online e off-line. Onde quer que você esteja, para onde quer que vá, estaremos juntos em busca de um dia a dia melhor e onde a arte leva mais longe. Do físico para o virtual, do virtual para o físico. Não há mais barreiras entre a arte e a vida. Entre nós e o mundo.

Queremos potencializar conexões que impulsionam pessoas!

Fonte. Oi Futuro

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dançando na natureza: Pousada Faraó

Dia 31/05 fomos tomar café da manhã com Margarida Mittelbach, na Pousada A Marca do Faraó, em Cachoeiras de Macacu. Uma promessa antiga agora cumprida, pois há muito a Margarida nos convida para conhecer as instalações de sua pousada, onde organiza trimestralmente um final de semana com oficinas de dança, bailes e atividades de lazer. Realmente, um lugar aprazível, com lago com caiaque, lago para pesca, cachoeira, rios, boliche, sauna, jogos de mesa, enfim, toda uma infra-estrutura de pousada. Mas, como estamos tratando com amantes da dança, todas essas opções de lazer eram supérfluas pois o que importava mesmo eram as aulas, em três ambientes distintos, onde se revezaram os professores Juarez (Itaguaí), Edu Cigano (Friburgo), Carlinhos (Jaime Arôxa Niterói), Valdeci de Souza e Jimmy de Oliveira. Claro que as comidinhas caiam muito bem com o clima de montanha do local. Mas até o almoço e o jantar eram dançantes, com uma pausa pa

Álvaro Reis lança curso de metodologia para o ensino de danças de salão, saiba mais

É hoje! Você já se inscreveu? Começa hoje esta noite, o curso sobre metodologia de ensino Alvaro Reys, na academia do mestre, em Copacabana. O assunto foi destaque de capa da edição de janeiro/2017, em circulação desde o final de dezembro. Clique no link abaixo para acessar a matéria em pdf e saber detalhes. A proposta é passar para os profissionais da dança interessados em se reciclar, ou alunos interessados em se profissionalizar, a metodologia desenvolvida em décadas de ensino por Alvaro Reys. Informa Álvaro: "Ao final, os cursistas terão um novo potencial didático para a realização de seus trabalhos, com a assimilação de novas técnicas que complementarão sua visão profissional sobre o ensino de dançar a dois. É um curso rápido, até porque sei que quem dá aulas não dispõe de muito tempo para se reciclar". Fica a dica. Inf. 98111-3284. Leia AQUI a matéria sobre o curso de Alvaro Reis

Comunicado importante: links para acessar nosso conteúdo

Informamos aos nossos distintos visitantes que este blog está em processo de atualização. Enquanto isso, algumas dicas, caso queiram continuar nos prestigiando como seguidores: As edições do Jornal Falando de Dança poderão ser acessadas diretamente em nossa estante virtual no site Issuu. Baixe o app Issuu e leia as edições a qualquer tempo, em seu dispositivo móvel. Segue o link: www.issuu.com/dancenews. Nossa fanpage no Facebook é atualizada diariamente: https://facebook.com/JornalFalandoDeDanca . O perfil da editora do jornal, Leonor Costa, na mesma rede, também é atualizado diariamente: facebook.com/dancadesalao.bicentenario . As coberturas fotográficas do JFD estão postadas na fan page do JFD no Facebook, segue o link: https://www.facebook.com/pg/JornalFalandoDeDanca/photos/?tab=albums As antigas postagens de fotos desta página ainda poderão ser acessadas pela aba "fotos" ao lado da logo. Livro de visita: enquanto não reativamos aqui nosso livro de visitas, de