Curta nossa fanpage

Curta a página dos editores

Pesquisar este blog. PARA FOTOS, CLIQUE NA ABA "FOTOS" ABAIXO DA LOGO DESTA PÁGINA

BLOG FALANDO DE DANÇA, BY LEONOR COSTA

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

MinC e Sebrae assinam parceria, saiba mais aqui


O Ministério da Cultura (MinC) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas ( Sebrae ) assinaram nesta terça-feira um Acordo de Cooperação para a realização de ações conjuntas visando estimular o desenvolvimento de pequenos empreendimentos culturais e criativos. 

O Secretário da Economia Criativa do MinC, Marcos André Carvalho, afirmou que o acordo é uma parceria "inédita", vai fortalecer territórios criativos e atacar um dos "gargalos" do setor. "A falta de qualificação técnica estrangula o potencial de crescimento dos empreendimentos da economia criativa", afirmou. 

Outro dado ressaltado pelo secretário é o fato de o acordo contribuir para o produtor cultural manter sua atividade sem depender unicamente de políticas de subsídio público. "Há no cenário atual da produção cultural brasileira uma visão restrita baseada somente no fomento via leis de incentivo e na política de editais. 

O que a parceria da Sec e do Sebrae vai introduzir é um pensamento de sustentabilidade mais amplo com planejamento estratégico de médio e longo prazos e com uma diversidade maior de fontes de fomento. 

A falta de qualificação em gestão gera descontinuidade e enfraquece os empreendimentos culturais", disse.

Outro ganho destacado pela ministra é a possibilidade de inserção desses profissionais no mercado formal, proporcionando mais estabilidade além da gerar renda. "Brasil é um país com alta informalidade, mas é um país em que as pessoas querem se formalizar, querem ganhar dinheiro e viver do que elas produzem", explicou.

Na mesma linha, o presidente do Sebrae, Luiz Barretto, lembrou que a Economia Criativa é fundamental para o desenvolvimento e significa "geração de emprego e renda" para o Brasil. "Nós vamos entrar com a parte da gestão empresarial para que o produtor cultural se veja como um empresário e desenvolva seu negócio", disse.

Fonte. MinC

Nenhum comentário:

Postagens populares