Pesquisar:

BLOG FALANDO DE DANÇA, BY LEONOR COSTA

domingo, 1 de fevereiro de 2009

A dança na mídia:dançarinos de salão são contratados para trabalhar na nova novela da Globo, escrita por Glória Perez, Caminho das Índias


Novela de Glória Perez, todo mundo já sabe, tem que ter dança. Quase sempre ambientada na Gafieira Estudantina Musical, que fica na Praça Tiradentes, Centro do Rio, da qual a autora era assídua freqüentadora.

E na nova novela global, que estreou dia 19 de janeiro, não será diferente. Apesar do foco da trama ser a cultura indiana, alguns de seus personagens principais, como o Dr Castanho (Stênio Garcia) e Sr Cadore (Elias Gleizer), estarão sempre por lá, bailando ao som de um bom samba ou de um tango rasgado. E as cenas de dança serão comuns na novela, como o tango gravado por Thiago Soares (brasileiro primeiro bailarino do Royal Ballet de Londres) e Renata Beciane (bailarina da Cia de Dança Deborah Colker). Mais uma oportunidade de trabalho para nossos profissionais de dança, que integrarão o corpo de figurantes da novela.


Corpo de baile
Mas nem só de figuração vivem nossos profissionais da dança. Dançarinos e professores como Átila Amaral, Sandro Rodrigues, Neuza Abbes e Carol Pampuri, dentre outros, foram contratados como atores, o que possibilita uma maior participação na trama. “A novela é uma obra aberta, nunca se sabe”, comentou Neuza Abbes em entrevista a este informativo.
Neuza explicou que não foi fácil fazer o teste de dança. “Tive que dançar de tudo: tchã, funk, Madonna, dança árabe, pois eles queriam ver se éramos ecléticos, com ginga e ritmo”. Como ninguém sabia dança indiana, os componentes do corpo de baile tiveram que mergulhar fundo nos estudos.


Dedicação total
“Tivemos aulas de dança indiana (com a coreógrafa Sandra Regina, assessorada pela professora de dança indiana Cassiana), assim como workshop intenso sobre comportamentos e religião, dentre outras coisas”, informou Carol Pampuri, também em entrevista a este informativo. “É realmente bastante interessante a cultura indiana, precisamos saber até a forma como sorriem, as mulheres são contidas”.

Para as gravações das cenas de danças indianas, os profissionais contratados ensaiaram diariamente, durante três meses. “Pegamos várias coreografias para na hora do ‘gravando’ estarmos todos com os corpos, mãos, cara e tudo mais como indianos”, informou Neuza, que além de professora de dança de salão (especializada em tango), tem formação em dança espanhola e ballet clássico.


Uma dança de ritual
A dança clássica indiana originalmente era executada pelos dançarinos dos templos, que a usavam como forma de orientação e educação do povo, contando, através da dança, os mitos, as lendas e as sagas dos deuses. Se nos impressiona a dedicação que o ballet clássico exige, essa dança exige muito mais de seus bailarinos, pois pressupõe uma integração perfeita entre o corpo, a mente e o espírito.


Complexidade
São inúmeros os movimentos para cada parte do corpo, tendo-se catalogado, dentre outros, 24 movimentos para a cabeça inteira, 4 para o pescoço, 6 para sobrancelhas, 24 para olhos, 57 para mãos, 9 para pálpebras, 6 para nariz, 6 para lábios e 7 para queixo! “Mas na novela vamos dançar mais o ritmo Bhangra, que é a dança popular”, informa Carol Pampuri.
“É uma dança vinda dos agricultores, em adoração aos deuses e para ter boa colheira”, completa Neuza Abbes, que diz ser a dança, pelo menos atualmente, uma mistura da dança clássica indiana com hip hop, afro, dança do ventre... “Ou seja, tudo que os brasileiros adoram! É uma música muito eletrizante e com certeza os brasileiros vão adorar. É muito popular em toda a Índia, dançada em boates e em competições, fora da Índia também. Faremos também Bollwood, dança feita no cinema musical da Índia, que lembra os grandes musicais da Broadway – tudo isso está no YouTube”, diz Neuza.


Aumento na procura por danças de salão, orientais e asiáticas
Com a Gafieira novamente em exposição na mídia, com cenas como as de Thiago e Renata, é de se esperar uma grande propaganda indireta para as academias de dança de salão. A novidade, porém, será, prevê-se, o aumento do interesse por danças orientais e, em especial, pela dança indiana (asiática). Os cenários exuberantes, as roupas riquíssimas e a atuação do corpo de baile (uma edição de vídeo com as danças executadas por ele brevemente estará no ar, no blog da novela) devem incentivar essa procura. “Por enquanto ainda não está nas academias, mas com certeza será uma febre, porque a Bhangra é muito aeróbica, é uma loucura o que a gente pula”, aposta Neuza Abbes.

Assista a seguir um vídeo divulgação da festa de lançamento da novela, em que aparece Juliana Paes dançando dança indiana com os integrantes do corpo de baile! E um trecho do primeiro capítulo da novela, postado no YouTube. Nessa parte, tem a dança executa pela atriz-dançarina mirim, Karina Ferrari, e a atuação do elenco e do corpo de baile






  • Fotos cedidas por Carol Pampuri e Neuza Abbes
  • Informações sobre a novela, fotos e vídeos de dança, no blog da produção da novela, http://especial.caminhodasindias.globo.com/diario-de-producao
  • Na próxima edição do Jornal Falando de Dança (março), conheça os profissionais da dança que trabalharão no núcleo Gafieira da novela Caminho das Índias!

  • Na foto acima, a coreógrafa Sandra Regina cercada pelas atrizes-dançarinas do corpo de baile da novela.
  • Acima, Carol Pampuri treinando o gestual indiano e ao lado de Sandra Regina.
  • Com as dançarinas-mirins, Sandra Regina e, abaixo, o corpo de baile na festa de lançamento da novela, realizada no Parque Laje.

Nenhum comentário:

Postagens populares