Curta nossa fanpage

Curta a página dos editores

Pesquisar:

BLOG FALANDO DE DANÇA, BY LEONOR COSTA

quinta-feira, 26 de abril de 2007

Diversão

Como as mulheres se vêem no espelho.

Como os homens se vêem no espelho.

Meu retorno à academia... de ginástica... tem me deixado ligada nesses temas (rs).

2 comentários:

Simone/Petrópolis disse...

Essas figuras me fizeram lembrar de um livro "Envelhecer - histórias, encontros e transformações" do autor Pedro Paulo Monteiro.

Aqui vai um trecho: "... o ideal cultural ajuda a moldar o ideal corporal. Por isso, não podemos pensar o corpo como uma identidade exclusivamente biológica, mas como um complexo evento biopsicossocial. Somos aquilo que acreditamos ser, baseados em uma idéia acerca de nosso corpo, como também a partir das perspectivas dos outros como os quais nos relacionamos. Nesse sentido, tentamos encontrar uma imagem que possa agradar aos outros, ou seja, representamos um papel através da visão que os outros possuem de nós..." (pág. 91)

Penso que a nossa "visão de si" perpassa valores socialmente construídos, no entanto temos que ter consciência que isto não nos determina. Podemos a todo o momento construir/reconstruir a pessoa que desejamos ser.

Leonor Costa disse...

Bem, também recebi um texto via email, da Elza Moreira, bem interessante, reproduzindo uma crônica atribuída a Ricardo Kelmer, que é escritor, letrista e roteirista e mora em São Paulo. Ele propõe a criação da SAMUCA: Sociedade de Amparo à Mulher Carnuda, alguém se habilita a ajudá-lo? Segue o texto:
"Em breve, minhas amigas, não mais abraçaremos vocês e diremos assim no ouvidinho: - gostooosa... Infelizmente.
Pois do jeito que vai essa paranóia feminina de emagrecer, gostosas serão espécimes raríssimos.
Sim, eu sei que tem homem que traça tudo que aparece.
Mas até esse nunca vai achar gostosa uma magrela esquelética que mais parece um lego desmontando.
Pois bem.
Foi pra lutar contra esse absurdo que criamos a Samuca.
Sejam todos bem vindos à Sociedade Amparadora da Mulher Carnuda.
Somos uma sociedade sem fins lucrativos.
Nosso objetivo: ajudar a mulher a se libertar da cruel ditadura da magreza.
Assim teremos mais mulheres carnudas.... e de bem com a vida.
Se a mulher carnuda atrai mais pretendentes, imagine a mulher carnuda e feliz!
E nós, homens do sexo masculino, finalmente poderemos chamá-las novamente de gostooosas.
Será uma grande festa.
Membro da Samuca pagará meia.
Quem disse, minha querida, que homem gosta de esqueleto? Não gosta.
Com exceção de antropólogo.
Homem gosta é de mulher carnuda, mulher gostosa.
Nós gostamos de pegar, apalpar, apertar, agarrar, espremer.
Homem é parente do polvo, tem oito mãos, e todas elas, vem cá, deixa eu te dizer, todas elas amam deslizar assim, ó, pelo relevo ondulante do teu corpo, sabia?... subir e descer as protuberâncias... se enxerir nas reentrâncias... Ops, mas você não tem carne. Onde eu vou pegar?
Mulher é como abismo de filme de ação: tem que ter um lugarzinho pra segurar senão adeus mocinho.
Ultimamente as mulheres só querem ter ossos.
Suam, gastam fortunas, fazem dietas impossíveis, ficam mal humoradas, adoecem, morrem... Pra quê?
Pra extirpar as deliciosas saliências com que a natureza lhes brindou e que tanto nos fascinam.
Enlouqueceram? Não sei, isso tudo tá muito estranho...
Essa paranóia é ridícula.
Sei que vaidade é algo natural da espécie: o Homo sapiens se embeleza pra conquistar um bom parceiro.
Mas como vocês esperam nos seduzir com ossos?
Magra tudo bem, dá pra ser uma magra gostosa.
Mas magrela não.
Aliás, o magrelismo feminino exclui automaticamente a possibilidade de protuberância glútea, que, você sabe, nós amaaamos...
Lamentavelmente, em vez de invejar a mulher que tem os homens a seus pés, muitas mulheres invejam a magrela seca desnutrida.
Acontece que essa, mesmo fazendo compras em Paris, não atrai o bicho homem.
Tá, uma mulher obesa também é complicado.
Mas é possível ser gorda e gostosa, claro que sim.
Infelizmente muitas de vocês estão tão paranóicas que se excitam mais com dieta que com sexo.
Nessas mulheres a real felicidade se mede pela inveja óssea com que se provocam umas às outras.
É o fim do mundo.
Escutem, meninas, por favor: isso é i-lu-são.
E é contra essa ilusão que a Samuca luta.
Oferecemos cursos gratuitos de DDM-Desconexão da Ditadura da Magreza, com os melhores profissionais do mercado, eu inclusive.
O que está esperando? Comece hoje mesmo!
Venha sentir as delícias que só uma mulher carnuda pode ter!
E você ainda ganha esse incrível controle remoto que também gela a cerveja.
Heim? Não, não tem outro brinde, foi esse que o departamento de promoções escolheu.
Toda essa paranóia é causada pela ditadura da magreza.
Mas quem instalou essa ditadura?
Arrá! O responsável por tudo isso é uma entidade muito poderosa.
Ela é abstrata, descentralizada e tem ramificações em toda a sociedade e agentes infiltrados em banheiros femininos.
E nós homens nunca a entendemos muito bem.
É o terrível Mundamoda.
Essa maléfica entidade é mantida por estilistas, donos de agências, publicitários, editores de revistas e empresários que, na verdade, têm ódio mortal das mulheres.
Por isso se superam a cada dia no objetivo de torná-las infelizes em nome de um ideal de beleza que é tão ridículo quanto inatingível.
O mais chato sabe o que é? Muitas mulheres concordarão comigo, sim.
Mas amanhã se sentirão novamente infelizes assim que passarem pela primeira banca e virem uma revista feminina.
Sim, é preocupante, minha amiga. Mas a Samuca tem a solução.
Vou te resumir como funciona o curso de DDM:
Nível 1: você presta atenção ao que realmente atrai os homens. Como sei que você gosta mais de sexo que de dieta, você vai conseguir.
Nível 2: esqueça os elogios de seu amigo gay. Ele jamais te verá com os nossos olhos.
Nível 3: você proíbe papo de dieta em sua casa. Sim, é necessário, qualquer amiga pode ser uma agente infiltrada do Mundamoda. Conseguiu passar desse ponto? Ótimo! Olhaí, você já tá com umas curvinhas bem apetitosas, hummm, a cinturinha boa de segurar... Desculpa, me empolguei.
Nível 4: Quarto e último nível, você pára de comprar certas revistas femininas, a principal arma do Mundamoda. Elas na verdade são pílulas mentais que deformam a auto-imagem feminina.
Passou desse nível? Maravilha! Olhe só pra você: você agora é uma linda mulher carnuda! E muito feliz! Uma mulher cuja maior preocupação será administrar a fila. Parabéns! Hummm, mas você... realmente... Vem cá, deixa eu te dar um abraço. Gostoooooooooooooosa... "

Postagens populares