Curta nossa fanpage

Curta a página dos editores

Pesquisar:

BLOG FALANDO DE DANÇA, BY LEONOR COSTA

domingo, 23 de março de 2008

Tangos e milongas

Pequena introdução ao Tango
Por Felipe Rocha

Este texto se propõe ser uma pequena apresentação do Tango.
Falar do Tango em si é falar de muitas coisas. A história, as influências africanas, a história do povo portenho, a própria origem do nome "Tango", que é uma questão polêmica...e assim por diante. Neste caso, não iremos entrar em nenhuma destas questões. Iremos fazer uma pequena introdução ao mundo tanguero através dos diversos modos de se dançar tango atualmente.

Tango Tradicional

"O tango é um pensamento triste que se baila" (Enrique Santos Discépolo).
Esta frase já mostra como estava o berço do tango. Cheio de tristeza, ressentimento. E Piazzola certa feita disse: "O Tango nunca poderá ser alegre. Quando percebo que a platéia está chorando, fico contente."
O tango mais tradicional é o tango que procura resgatar, reviver e viver este sentimento tanguero. É uma dança que, ao contrário do que muitos pensam, não é romântica, como uma música de Luis Miguel. É uma dança machista, séria, pesada, triste, introspectiva.
Por conta disto, pode-se observar em apresentações de tango que o homem normalmente está sério, sisudo, com um misto de alívio, por estar sendo 'socorrido' por uma dama, mas preocupação, pois não pode ser visto como um homem fraco, sentimental, dominado.

Seguem alguns vídeos para ilustrar:

Patricio Touceda y Carla Chimento


Outro exemplo:
Natacha Poberaj y Jesus Velasquez
http://www.youtube.com/watch?v=gEe2j43X-Ms

Milonga

Mas musicalmente o tango passou por diversos períodos. Sabe-se que o samba brasileiro nasceu praticamente no mesmo berço que o tango. Não é a toa que o primeiro samba gravado foi divulgado em alguns jornais antigos como o tango "Pelo Telefone". Talvez esta influência, de uma forma ou de outra também relacionada com o choro brasileiro, tenha feito com que surgisse o que hoje é conhecido como Milonga.
A Milonga possui um andamento mais rápido que o tango e é uma música mais alegre. A dança segue esta mesma tendência, com uma ginga própria e, assim como o tango, com bastante movimento de quadril e pernas, pois, no tango tradicional, mostrar-se um dançarino duro é tão negativo para a imagem viril do dançarino como mostrar-se molenga nas lutas e covarde na faca.

Abaixo, alguns vídeos de milonga:

Alejandra Martiñan y Gustavo Russo dançando milonga no espetáculo Tango-Pasion


Javier Rodrigues y Geraldine Rojas dançando milonga em campeonato de tango de 2004


Mariela Franganillo y Jorge Torres


Miguel Zotto y Erika Boaglio em trecho do espetáculo Una Noche de Tango



Tango Vals

Talvez tenha surgido obviamente com a grande influência da Valsa Européia. É um tango tocado em ritmo de valsa, ou seja, compasso ternário e exaltando o primeiro tempo como o tempo forte do compasso. Uma dança que exalta menos movimentos 'quebrados' e mais movimentos ligados, harmônicos, assim como a melodia. Então, a maior diferença que existe no tango vals é justamente o fato de ser uma música ternária, e não binária, como o tango tradicional.

Segue um vídeo para ilustrar, do show de Miguel Zotto, Una noche del tango, com os bailarinos Garbiel Misse y Guillermia Wilson, ao som de um dos maiores tango vals, Desde el Alma:


Tango de Salão

Hoje, uma modalidade do tango com direito até a competições, na Argentina.
Se caracteriza pelo fato de possuir sempre o abraço fechado, colado, e também pelo fato de não acontecer na dança passos mais complexos, talvez porque nos bailes, lotados, a execução de certos passos causavam acidentes, e por isso, um estilo 'salão' de se dançar foi cada vez mais sendo desenvolvido.

Mais vídeos:
Campeonato mundial de tango de salão - argentina - 2006:


Esse é em Rosário, uma cidade próxima a Buenos Aires onde há muito tango e muita salsa:


Tango Show

Hoje, como o oposto do tango de salão, existe o conhecido como Tango Show, que é justamente o tango de palco, cuja dança permite movimentos complexos, aéreos, mais encenação, e por aí vai. O Tango Show pode ser uma apresentação de tango tradicional, milonga, tango valsa, mas sempre com a motivação artística.

Tango Contemporâneo

Essa motivação artística acabou permitindo uma abertura no desenvolvimento da dança e da música, que já tinha acontecido com Piazzola, de modo que o tango hoje é também dançado misturando elementos de outras danças, como a dança moderna e a dança contemporânea. Existem grupos musicais e de dançarinos que procuram sempre experimentar novos elementos que se encaixem no tango, mas sem perder, em nenhum momento, a essência do que é o verdadeiro tango portenho.

E para finalizar, alguns vídeos que ilustram isto:

Tango Kinesis: http://video.google.com.au/videoplay?docid=-6418254246331776250&q=tango+kinesis

http://video.google.com.au/videoplay?docid=-4894043867833283255&q=tango+kinesis


Mariano"Chico"Frumboli y Eugenia Parrilla dançando uma música do "Narcotango":


Fabian Salas y Carolina del Rivero:


(*) Felipe Rocha é de Salvador, Bahia, ativo participante da comunidade do Orkut "Dança de Salão Bahia" e escritor nas (poucas) horas vagas. Agradecemos muitíssimo sua participação neste blog.

Leia Mais:

2 comentários:

supersaleizer disse...

Simplista sua explicação sobre a forma do homem ao dançar o Tango, aida mais depois do depoimento de Disciépolo...
O argentino ao dançar seu ritmo natural, traz dentro do seu âmago um sentimento tão intenso, que não pode deixá-lo escapar de imediato,senão seria uma explosão! Ele então vai dosando e faz essa troca de sentimentos com sua parceira, e esse sentimento ritmado segue durante toda a dança, até que no tempo certo em que a música finaliza, ele finalmente respira. è como se fosse uma ato de amor sem palavras.

Felipe Rocha disse...

Olá Supersaleizer!

Verdade. Todo o texto foi extremamente simplista, por ser uma pequena introdução. Por conta disso, foi recheado de vídeos, pois dizem que "uma imagem vale mais que mil palavras".
Falar sobre sentimento é algo extremamente difícil. E o sentimento tanguero também não é uma regra, pois foi algo que variou e varia durante toda a evolução deste rítmo. Basta acompanhar a evolução existente nas letras dos tangos. Diversas fases, que espelham diversos sentimentos, podem ser encontrados.

Mas espero que o texto tenha servido como um ponto de partida para o conhecimendo dos mais variados estilos de tango existentes.

Abraços!

Postagens populares