Pesquisar:

BLOG FALANDO DE DANÇA, BY LEONOR COSTA

quarta-feira, 27 de junho de 2007

Dancesport - já ouviu falar?


Sabe aqueles filmes estrangeiros em que casais aparecem em trajes de gala em uma arena, enorme número fixado no paletó do cavalheiro, bailando para um grupo de jurados e tendo uma multidão a observá-los na platéia? Pois é, a cena retrata uma competição de dança esportiva (“dancesport”), também conhecida como dança de salão internacional ou dança competitiva. Como o nome já diz, é uma dança especialmente dirigida a competições, diferentemente da dança de salão como a conhecemos aqui no Brasil, que objetiva diversão e integração social.

“A dança esportiva nasceu no início do séc XX e tem como órgão máximo a IDSF – Federação Internacional de Dança Esportiva – que conta com mais de 4 milhões de atletas membros em 81 nações. As competições podem ser divididas em danças latinas e danças standard, ou serem semelhantes a um decathlon. Seus eventos costumam ser transmitidos para mais de 150 milhões de lares em todo o mundo, sendo que só recentemente a Dancesport tornou-se representada na América Latina, por Colômbia e Argentina, havendo enorme interesse internacional na inserção do Brasil no circuito mundial.”

As informações acima nos foram passadas pela professora paulista Carla Salvagni, já conhecida de nossos leitores quando de seu depoimento sobre Mme Poças Leitão, em postagem recente (para visualizar a postagem, clique em Carla Salvagni, no índice de postagem da coluna ao lado). Carla é presidente da recém-criada Confederação Brasileira de Dança Esportiva e coordenadora de cursos destinado à formação de multiplicadores, isto é, professores de dança de salão ou graduados em áreas afins, que recebem treinamento/orientação para ministrarem aulas de dança de salão competitiva dentro das regras internacionais.

Quando de minha atuação como editora do Dance News, até março deste ano, tive a oportunidade de publicar uma série de reportagens sobre dança esportiva, esclarecendo suas origens e peculiaridades e noticiando os primeiros cursos de formação de multiplicadores promovidos pela CBDE, com o treinador espanhol Marco Sietas e o casal alemão Mitchell. Também tive a oportunidade de divulgar o trabalho solitário da Vivaz Dancesport em Recife, que formou uma cia de dancesport e promoveu recentemente um festival para divulgar essa modalidade de dança. Pretendo, com este blog, dar continuidade a esse trabalho de divulgação, pois entendo ser a dancesport mais uma opção para nossos jovens e talentosos dançarinos que se interessam por competições.

Como esse esporte ainda está engatinhando no Brasil, o esforço da CBDE é para que os recém formados multiplicadores consigam divulgar essa modalidade de dança e treinar competidores para campeonatos nacionais e internacionais.
Agora em 1º julho, a CBDE estará apoiando a I COPA PAULISTA DE DANÇA ESPORTIVA, que se realizará no ginásio do C.D. Baby Barioni, em São Paulo (entrada franca). Depois se seguirão cursos de multiplicadores, nível I, com treinadora espanhola credenciada pela ISDF, fórum internacional sobre dancesport e, em setembro, nosso primeiro congresso internacional de dança esportiva. Mais informações pelo email: cbdancesport@terra.com.br.

Nas próximas postagens, mais informações sobre a história da dancesport e a programação da CBDE. E assistam a seguir uma competição de dancesport da IDSF (Gran Slam Final 2005 – Cha-cha-cha). Reparem na sincronia dos movimentos dos casais competidores, principalmente de quadril e pisadas. Técnica impressionante! Para não falar nos exuberantes figurinos (alguns valendo 10 mil dólares, mas sobre esse item falarei em postagem à parte).

fotos: pesquisadas na internet

2 comentários:

Marcos disse...

Olá Leonor.
Quanto tempo não???!!!
Fico feliz em ter lido seu post e ver que lembra de nós da Vivaz Dancesport Company, do Recife.
Estamos nos organizando para o III Vivaz Dancesport Festival, que será realizado em dezembro. Se puder vir e ver, será um prazer.
E sempre que precisar de mais informações para divulgar a Dancesport, pode contar conosco da Vivaz Dancesport Company, desde Manoel Rodrigues e Luiza Helena, diretores e coreógrafos, até mim mesmo e os demais membros da nossa equipe.
Boa semana.
Abraço
Prof. Marcos Antonio

Mika disse...

Olá a todos
Estive presente na II Copa Paulista de Dança Esportiva, pelo que pude ver, o nível técnico subiu, novas classes vão surgindo, é o início de mais uma etapa na Dança Esportiva no Brasil, penso que em alguns anos teremos casais de bom nível.
É preciso estudar muito, sabemos que não se conquista nada em dança esportiva só com estética, a técnica aplicada vale muito e dá a verdadeira performance da dança.

MiguelC

Postagens populares