Pular para o conteúdo principal

Dica para os empreendedores da dança de salão: que tal se cadastrar no "Passaporte Cultural" da Prefeitura ? Saiba mais.


Aqui vai uma dica para os empreendedores da dança de salão: que tal se cadastrar no "Passaporte Cultural" da Prefeitura, oferecendo descontos para cursos de curta duração e entradas de bailes? Imagina quanto turista não gostaria de fazer um curso de samba no pé ou conhecer um baile de dança de salão, zouk, forró, tango, etc, enquanto está aqui para as Olimpíadas?

Que tal tomar um café carioca de graça? Quem tem o PassaporteCulturalRio já pode aproveitar as delícias da histórica Confeitaria Colombo, no Centro do Rio.


O supervisor Delfim Joaquim, há 31 anos na casa, festejou a novidade. "É muito importante que as pessoas venham aqui conhecer a Colombo. Quem vem aqui uma vez, volta. Eu espero muito turistas estrangeiros e brasileiros, e já estamos tirando pelo movimento agora, principalmente aos sábados", diz ele. 

Além da Confeitaria Colombo, mais de 200 outras instituições e serviços, como livrarias, bares e restaurantes, oferecem gratuidade ou descontos para os usuários do Passaporte Cultural Rio. Para se cadastrar como usuário, acesse o site www.passaporteculturalrio.com. Para brasileiros e estrangeiros residentes no Brasil, o passaporte é gratuito. Turistas estrangeiros pagam R$15.

Interessado em inscrever-se como parceiro desta iniciativa? Corre lá no site da SMC-Rio e preencha o formulário! As inscrições da terceira chamada vão até 06/07/2016. Link para o edital:
http://www.rio.rj.gov.br/dlstatic/10112/91277/4156036/EDITALCircuitoCulturalCidadeOlimpicaPassaporteCulturalCidade.pdf.

O Edital tem por objeto o credenciamento e a formalização de parceria para a inserção de iniciativas culturais e de infraestrutura de serviços no Circuito Cultural Cidade Olímpica, que corresponde à programação cultural e de serviços a ser disponibilizada aos portadores do Passaporte Cidade Olímpica, abrangendo os meses de maio a setembro de 2016.

O que é:
O “Passaporte Cidade Olímpica” corresponde a um documento que congregará um plano de benefícios com vistas ao acesso a bens e serviços culturais, além dos demais serviços a serem utilizados, como os de hotelaria, alimentação e afins. Reputam-se “iniciativas culturais” os eventos, peças, exibições de obras audiovisuais, execuções públicas devidamente autorizadas, se for o caso, de obras musicais, litero-musicais e de fonogramas e demais espetáculos com características culturais. São consideradas como tais os eventos, as peças, exibições de obras audiovisuais e afins, desde que possuam características culturais. Reputa-se “infraestrutura de serviço” as iniciativas vinculadas a prestação de serviços relacionados a recepção dos portadores do Passaporte Cidade Olímpica, tais como restaurantes, hotelaria, bares e casas noturnas. Cada proposta de iniciativa cultural ou de infraestrutura de serviços deverá conter um desconto no valor do ingresso ou serviço, respectivamente, caso não sejam gratuitas, no percentual mínimo de 10%.

fonte: SMC-Rio

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dançando na natureza: Pousada Faraó

Dia 31/05 fomos tomar café da manhã com Margarida Mittelbach, na Pousada A Marca do Faraó, em Cachoeiras de Macacu. Uma promessa antiga agora cumprida, pois há muito a Margarida nos convida para conhecer as instalações de sua pousada, onde organiza trimestralmente um final de semana com oficinas de dança, bailes e atividades de lazer. Realmente, um lugar aprazível, com lago com caiaque, lago para pesca, cachoeira, rios, boliche, sauna, jogos de mesa, enfim, toda uma infra-estrutura de pousada. Mas, como estamos tratando com amantes da dança, todas essas opções de lazer eram supérfluas pois o que importava mesmo eram as aulas, em três ambientes distintos, onde se revezaram os professores Juarez (Itaguaí), Edu Cigano (Friburgo), Carlinhos (Jaime Arôxa Niterói), Valdeci de Souza e Jimmy de Oliveira. Claro que as comidinhas caiam muito bem com o clima de montanha do local. Mas até o almoço e o jantar eram dançantes, com uma pausa pa

Personagens da nossa história: Mário Jorge, o Rei dos Salões

Mário Jorge, o Rei dos Salões Ele foi um dos maiores dançarinos – se não o maior – de nossos salões. Isto dito por inúmeras testemunhas que o viram criar nas pistas movimentos hoje incorporados definitivamente aos ritmos dançados a dois. Um trágico acidente o retirou das pistas e ele virou lenda. Décadas mais tarde, ao ser homenageado em um evento, eis que ele encontra a mulher da sua vida, que o ajudaria em sua reabilitação e o colocaria novamente sob as luzes dos holofotes. Estamos falando de MÁRIO JORGE MESSIAS MATOS, o “rei dos salões”, como era chamado nos anos sessenta, que recentemente oficializou sua união com D. Íris Neira, queridíssima administradora da Academia Carlos Bolacha. Foi o casamento mais comentado dos últimos tempos (foto abaixo). “Nem provei do buffet, pois não paravam de nos fotografar”, comentou Íris. . Empenhada em pesquisar e divulgar a história do marido (“muitas fotos se perderam e, dos filmes, só consegui recuperar dois, que precisam ser restaurados”),

Comunicado importante: links para acessar nosso conteúdo

Informamos aos nossos distintos visitantes que este blog está em processo de atualização. Enquanto isso, algumas dicas, caso queiram continuar nos prestigiando como seguidores: As edições do Jornal Falando de Dança poderão ser acessadas diretamente em nossa estante virtual no site Issuu. Baixe o app Issuu e leia as edições a qualquer tempo, em seu dispositivo móvel. Segue o link: www.issuu.com/dancenews. Nossa fanpage no Facebook é atualizada diariamente: https://facebook.com/JornalFalandoDeDanca . O perfil da editora do jornal, Leonor Costa, na mesma rede, também é atualizado diariamente: facebook.com/dancadesalao.bicentenario . As coberturas fotográficas do JFD estão postadas na fan page do JFD no Facebook, segue o link: https://www.facebook.com/pg/JornalFalandoDeDanca/photos/?tab=albums As antigas postagens de fotos desta página ainda poderão ser acessadas pela aba "fotos" ao lado da logo. Livro de visita: enquanto não reativamos aqui nosso livro de visitas, de