Curta nossa fanpage

Curta a página dos editores

Pesquisar:

BLOG FALANDO DE DANÇA, BY LEONOR COSTA

segunda-feira, 13 de maio de 2013

Cineasta e dançarina da Nova Zelândia, Rowena Baines estreia documentário "Favela Beat"



O documentário, realizado em 2012, ainda não tem estreia prevista no circuito comercial, já que a cineasta pretende inscrevê-lo em festivais internacionais este ano. No entanto, no domingo, dia 12/05, ela mostrou o filme em primeira mão aos moradores da comunidade do morro do Cantagalo, onde ele foi rodado. 

O filme foi exibido no Bar Gilda, no Cantagalo, seguindo-se apresentações de dança e música ao vivo. 

Marco Antonio Perna (site Agenda da Dança de Salão Brasileira) esteve presente à avant-première e fará uma matéria a respeito na edição de junho do Jornal Falando de Dança.

Sobre o documentário
FAVELA BEAT (30min documentário)
‘Um ritmo que o nem o Estado podia resistir. O samba, uma vez perseguido, passou a representar a identidade brasileira.


O samba tornou-se parte fundamental da vida Brasileira, em grande parte devido à luta afro-brasileira para proteger e preservar sua cultura. 

Essa dança e gênero musical, antes marginalizados, agora atraem visitantes de todo o mundo para o carnaval, oferecendo oportunidades de emprego para aqueles nas favelas onde o samba se originou. O samba une pessoas de diferentes idades, raças, religiões e classes com um motivo comum: celebrar. 

O "Favela Beat" é um documentário sobre o efeito positivo do samba nas comunidade do Rio de Janeiro e cobre a história do samba e no que ele se tornou hoje em dia. Há momentos especiais, quando os dançarinos talentosos da favela se misturam com nomes famosos ligados ao samba: os dançarinos Carlinhos de Jesus, Carlos Bolacha, Patrick de Carvalho e integrantes da Cia Dom, o cantor Rogê e mestre Monarco, da Portela, dentre outros. 

O filme tem muita energia, talento, histórias fascinantes e uma mensagem forte que a cineasta quer levar pelo mundo afora. ‘Favela Beat’ mostra o talento que está escondido no morro do Cantagalo, os projetos socais e a paixão das famílias que têm quatro gerações de samba. 

Assista abaixo o teaser do filme.



Conta também sobre a luta da velha guarda, na época de perseguições, e a glória, quando o samba virou patrimônio cultural. O filme inspira e ilumina. E, já que o mundo do samba não caberia numa meia-metragem, Rowena Baines voltou a filmar sobre o mesmo assunto, agora para um longa-metragem.


Sobre a cineasta
Rowena Baines já era conhecida no Brasil pela sua fotografia de dança, mas fez um mestrado na área de documentários para tornar-se cineasta. Ela, sendo dançarina, é apaixonada pela cultura brasileira e vem frequentemente ao Brasil, onde conheceu a vida nas comunidades dos morros cariocas. 

Cansada de ver filmes focados no lado negativo da comunidade, sempre ligados a drogas, ao tráfico, ao crime e à pobreza, a cineasta decidiu fazer um documentário mostrando o efeito positivo da música e dança dentro das favelas e sua importância para a identidade cultural de seus moradores.

Nenhum comentário:

Postagens populares