Pesquisar:

BLOG FALANDO DE DANÇA, BY LEONOR COSTA

quinta-feira, 14 de março de 2013

Acervo do Museu Imperial integra exposição no Arquivo Nacional


O acervo do Museu Imperial relativo às viagens do imperador d. Pedro II participará da exposição “Arquivos do Brasil: Memória do Mundo”, que foi inaugurada no dia 26 de fevereiro, no Arquivo Nacional, no Rio de Janeiro. A mostra apresenta documentos agraciados com o Programa Memória do Mundo da Unesco, cujo Registro Nacional foi recebido pelo conjunto documental do Museu Imperial em 2010.



A exposição comemora os 20 anos do Programa Memória do Mundo (Memory of the World – MOW) e os cinco anos de instalação do Comitê Nacional do Brasil. O Programa foi instituído pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) com o propósito de preservar o patrimônio documental que integra a memória coletiva dos povos e facilitar seu acesso, estimulando a consciência mundial sobre sua importância.

Entre os anos de 2007 e 2011, foram nominados 55 acervos brasileiros de uma enorme diversidade cronológica e de tipologias documentais, custodiados pelas mais diferentes instituições. Em 2010, a nominação foi concedida ao “Conjunto documental relativo às viagens do imperador d. Pedro II pelo Brasil e pelo mundo”, preservado no Arquivo Histórico do Museu Imperial.

O conjunto reunia 870 documentos, entre os quais diários pessoais do imperador, correspondências, recortes de jornais, convites, relatórios de despesas, entre outros. Uma pesquisa posterior, realizada pela equipe do Museu, permitiu a ampliação desse dossiê para mais de dois mil documentos, que concorrem atualmente ao Registro Internacional do mesmo programa (clique aqui para saber mais).

Além disso, em 2012, outro conjunto da instituição foi agraciado com o Registro Nacional: a Coleção Carlos Gomes do Museu Imperial. Formada por 284 itens, incluindo fotografias, documentos textuais, gravuras, desenhos, livros, periódicos, folhetos e uma partitura, a coleção foi doada ao Museu Imperial em duas partes, em 1946 e 1950, por Ítala Gomes, filha do maestro. Contudo, essa documentação não está presente na exposição, que reúne apenas acervos agraciados até 2011.

A exposição, de natureza educativa e caráter itinerante, estará na sede do Arquivo Nacional até 31 de maio de 2013. São cerca de 400 imagens que integram acervos brasileiros nominados pelo programa em níveis nacional (Brasil), regional (América Latina e Caribe) e internacional.

Os objetivos da exposição são tornar conhecido o Programa Memória do Mundo da Unesco, difundir  os acervos brasileiros nominados, promover a consciência sobre a importância da preservação do patrimônio documental da humanidade e incentivar a candidatura de novos acervos em diferentes regiões geográficas brasileiras.

Nenhum comentário:

Postagens populares